Divino e seus porcos

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

(Autor: Rodrigo Maia)
Existia um curral na fazenda do Sr. Divino, onde ele cuidava de seus porquinhos com muito carinho. Os porquinhos gostavam tanto de seu dono que eles começaram a querer a andar sobre duas patas, mas era difícil porque a lama impedia e deixava seus corpinhos pesados.

Sr. Divino dava ordens para os porquinhos e eles obedeciam, mas uma ordem era muito mais difícil para os porquinhos, era a seguinte:

Sr.Divino: "Quem quiser brincar comigo no pátio da minha casa tem que estar limpinho, não pode estar sujo de lama!"

Os porquinhos até que queriam estar mais com seu dono, afinal eles pagavam muito pau para ele e ainda queriam ser como ele.

O dono dos porquinhos viu que eles davam muita preferência para lama, o que entristecia o dono, mas ele sempre estava esperançoso que um porquinho iria aparecer na frente dele querendo brincar.

Muito tempo depois, mas muito tempo mesmo, os porquinhos multiplicaram-se e muitos ainda queriam ser como o dono, mas não conseguiam se livrar da lama, afinal era a natureza deles quererem a lama.

Até que um dia uma coisa muito bizarra aconteceu, Sr. Divino chegou em casa e viu algo estranho no pátio, muitas pegadas de lama. Irritado, começou a seguir as pegadas e viu os porcos com algumas roupas na boca, coisas no chão e o mais estranho, ou engraçado, era que eles estavam se apoiando na parede pra tentar andar como seu dono.

Sr. Divino muito irritado chegou gritando e expulsando a vara de sua casa: " Sai pra lá! Bando de impetulantes! Desobedientes! Eu disse que só poderiam entrar aqui se estivessem limpos!"
Os porquinhos na hora do susto não conseguiram compreender bem, afinal era a natureza deles estarem sujo de lama, faz parte. rs

O dono decidiu punir os porquinhos que estavam lá, como tinha bastante, ele decidiu que era a hora de matar os porcos pra vender a carne deles. 

Mas ele os amava muito, daí ele teve uma idéia: "Poxa vida, eu vi que os porquinhos estão tentando ser como eu, mas não querem brincar comigo como eu pedi. Preciso mostrar pra eles que eu amo eles por serem porcos, preciso de algum modelo para eles."

Sr. Divino refletiu um pouco e pensou: " Já sei!"

=)

2 comentários:

Gui Dutra disse... ►Responder Comentário

Muito legal! Esperando pela continuação... =)

Tábitah Carvalho disse... ►Responder Comentário

Também estou esperando! heheh :)

Postar um comentário

Críticas, dúvidas e sugestões aqui