A Carta

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

(Por Rodrigo Maia)

  
Vamos criar uma parabolinha aqui?
Então vamos lá!

“Vc foi fazer faculdade em outra cidade, em outro país talvez. Chegando lá vc até começa a se aproximar das pessoas, pq precisa de contato. Mas acontece q bate a saudade de seus pais e familiares, daí vem aquela carência, onde muitas vezes vc confunde achando que precisa de uma mulher, de uma gelada, ou tbm de um baseado, justamente pra vc esquecer desse problema.

Seus pais tbm sentem falta de terem contato com vc, então eles te mandam uma carta cheia de assuntos diversos tais como: Como vc se sente; da saudade que eles têm; conselhos para viver sem os pais (óbvio, pq seus pais têm mais experiências do que você); dicas para a entrevista do primeiro emprego; dicas até para arranjar uma namorada (rs); dicas para sobreviver na selva petrificada; dicas para sobreviver em meio aos desertos da vida...

Mas quando vc fica sabendo desta carta, vc resolve que alguém irá ler para vc uma vez por semana, essa pessoa irá dar uma olhada na cartinha e irá tentar ler o que vc precisa ouvir uma vez por semana.

Daí vc irá supor o que eles teriam escrito durante os dias em que vc não ouviu o conteúdo da carta.”

Bom, creio que não é assim que matamos a saudade de nossos pais. Se eles escrevem alguma coisa depois de tempos, vamos correndo para devorar a carta, pq precisamos do contato deles. Afinal vc sabe melhor do que ninguém que vc está perdido e precisa da carta.

Nós estamos tão perdidos nesse mundo, q não temos certeza de nada, nem sabemos ao certo o rumo das coisas. Tanto que inventamos que alienígenas deveriam vir na Terra e nos deixar uma mensagem que nos ajudaria (rs). Não sabemos nem ao certo da ajuda que precisamos, logo nem sabemos pedir ajuda.

Imagina se um deus, “teoricamente” é claro, criasse tudo e deixasse uma mensagem para nós? Uau! Seria muito mais fácil.
Pq sem essa mensagem divina nós vamos inventar muitas coisas estranhas e logo passaremos por situações vergonhosas por tentar dar sentido no sentido da nossa caminhada de vida.

A verdade é:
Há um Deus;
Ele deixou uma mensagem;
E estamos deixando que outros a leiam para nós confiando no que estão nos dizendo, embasando tudo somente nessa fala.

Às vezes não temos a noção do que é termos a Palavra de Deus.
Não é coisa para se ler somente no domingo.

No Livro de Atos dos Apóstolos no capítulo 17 nos versículos 10 e 11 está escrito:

“E logo os irmãos enviaram de noite Paulo e Silas a Beréia; e eles, chegando lá, foram à sinagoga dos judeus. Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim.”

Lutemos por uma geração firme na Palavra.
Justamente para não sermos uma geração de “achômetros”.

Que Deus nos dê sede deste livro maravilhoso.

A Deus toda honra e glória.

(via alpiqueiro.blogspot.com)

2 comentários:

Rafael Leoncio disse... ►Responder Comentário

Simplesmente! animal!
Deus é fera, por dar um livro, um manual, uma carta pra gente não se perder e esquecer de que tem um pai vindo pra nos buscar! à honra e a glória seja pra Ele!

Rodrigo disse... ►Responder Comentário

@Rafael Leoncio :D

Postar um comentário

Críticas, dúvidas e sugestões aqui