Rapidinhas | 0028

terça-feira, 29 de março de 2011


A Ansiedade até que tentou algo com a Esperança.
Mas a Esperança era muito calma e tranquila, daí a Ansiedade deu a mão para a Desconfiança.

Como a Esperança aguenta ficar sozinha?
Parece que ela é invencível, imortal, nada abate ela.

Mas ela encontrou alguém, a Confiança.

Esperança e Confiança de mãos dadas..
Ahá! Eu já sabia!
tchururuuu


História contada por Fidelidade, filho de Esperança e Confiança.

=)

Rapidinhas | 0027


Você já ficou apaixonado?
Sabe aquela vontade de querer agradar a pessoa de alguma forma...
A euforia que você sente por poder provocar um sorriso na pessoa amada.
É a mesma coisa com Jesus quando estamos apaixonados por ele. Fazemos de tudo para agradá-lo, nem mesmo esperamos ele pedir. O que queremos é fazê-lo sorrir, de alguma forma.
“Pois o amor de Cristo nos constrange...” (2 Coríntios 5:14).
(inspirado num trechinho de “A fé na era do ceticismo” do Tim Keller)

Rapidinhas | 0026

sábado, 26 de março de 2011

Os humanos pintam a felicidade com coisas que substituem a tristeza por um tempo.
Ou seja, estão tristes por baixo da máscara da felicidade.

"Tudo que não é eterno, é eternamente inútil." (C.S. Lewis)

Onde está a felicidade eterna?

"Pai, quero que os que me deste estejam comigo onde eu estou e vejam a minha glória, a glória que me deste porque me amaste antes da criação do mundo." (Jesus Cristo)

"Contudo, alegrem-se, [...] porque seus nomes estão escritos nos céus"

"Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a recompensa de vocês nos céus [...]"

"Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna."
Em outras palavras, quem crê em Jesus Cristo como seu único e suficiente salvador, tem a vida eterna, ou a felicidade eterna.

O Alpinista e o Motoqueiro - O início

quarta-feira, 23 de março de 2011

(Por Rodrigo Maia)

Olá amiguinhos! Vou colocar aqui um pouco do making of dessa parábola. Espero que sirva para alguma coisa. rs


 Essa história foi inspirada numa conversa que tive com o alpiqueiro Julio, foi mais ou menos em Fevereiro ou Março de 2010. Estávamos conversando sobre o tempo de Deus. Eu me lembro que o Julio deu um exemplo dizendo que Deus era um obsevador que estava no alto de uma montanha, onde ele via todas as estradas e o final dela também. Daí pra frente começamos a viajar. Em casa ficava pensando no que dava pra acrescentar nessa história.

Alguns me disseram que a história do Alpinista e o Motoqueiro lembrava um pouco a história daquele livro O Peregrino - John Bunyan, mas o curioso é que eu ganhei esse livro de aniversário no fim de 2010, ou seja, não conhecia o livro, mas agora que estou lendo percebi que de fato a forma em que se aprensenta os personagens é bem parecida. Recomendo que leiam O Peregrino, é bom!

Bom, como de costume, estava tendo minha devocional no livro de Gálatas. Logo embasei muito o Alpinista e o Motoqueiro nesse livro e depois adaptei para um estudo da ABU (Aliança Bíblica Universitária).
Vou postar meu esboço aqui, caso vc queira fazer um EBI na sua ABU algum dia.
=D

Esboço do Capítulo 1 de Alpinista e o Motoqueiro.

Romanos 3:23
O que é o pecado? 
Precisamos ter contato de novo com Deus.


Pra que nos foi dado a lei?
Gálatas 3:19 (Pq)
Gálatas 3:24 e 25 (Qual a vontade?)


Somos aceitos por Deus por seguir a lei?
Como somos salvos?
Gálatas 2:16 e Romanos 3:24 e 28 


Resumo da lei - > Mateus 22:37 a 40 (Amor em primeiro lugar)
Amar os inimigos?
Mateus 5:43 e 44
Pq amar os inimigos? 46
e
I Coríntios 13:6 


Jesus veio acabar com a lei?
Gálatas 3:25


*Lembrar: Jesus curou no sábado


Liberdade -> Gálatas 5:13 


Depois de apresentar o esboço, aqui está a historinha do Alpinista e o Motoqueiro.
Leia e divirta-se:

-------------------------------------------------------------------------------------------------------









*Continuação


Férias em Águas do Viana - II Ep.

(Autor: Rodrigo Maia)

No episódio anterior:

Resolvi aproveitar minhas férias para sair fotografando, daí fui parar numa cidade chamada Águas do Viana. Lá encontrei a Aldeia Vila Verde com várias casinhas de telhado verde e várias lojinhas também. Entrei numa loja de artesanato, onde tinha vários objetos esculpidos de madeira, mas um me chamou atenção e resolvi me aproximar. Relutei para não chamar atenção, foi inútil...

Logo vi alguém de costas no fundo da lojinha e percebi que ele deu uma preparação para falar como se estivesse limpando a garganta, algo como um: "Grhaan.. Cof! Cof!" e vi ele dando aquela respirada para falar...

Episódio de Hoje:





Essa pessoa no fundo da loja parecia um idoso alto e de bom porte, com a cabeça branquinha sem nenhum fio para constratar, tinha também uma camiseta pólo, mas dava para perceber uma regata por baixo e usava também uma bermuda social. Tá bom, sei que é estranho, mas parecia uma calça social só que sem as partes que definem como bermuda.(risos) Tinha um óculos daqueles com cordinha na ponta do nariz e um grande relógio analógico de prata no pulso.

Pintando um balão de madeira de vermelho com listras pretas, ele deu aquela respirada e falou comigo com uma voz forte, porém cansada com um sotaque carioca: “Gôshtou do Burrifo?”

E logo me expressei: “Oi?
Ele me cortando, disse: “O quê?

Eu ri enquanto falava me virando para ele: “Não... é que não entendi o que o senhor falou.

Aquele senhor deu uma sopradinha no balão, subindo num tipo de banco com degraus acoplado nele me disse com um ar empolgado:
O Burrifo é um inseto raro, que acreditavam eshtar extinto, mash eu encontrei algunsh e fish uma réplica dele.” (haha, fish não é peixe, ele falou 'fiz' em carioquês..haha)

Descendo do banquinho, ele abaixou e dobrou rotacionando para cima de forma engenhosa os degraus para dentro do banco junto de um gemido:
Eii aiii...
Logo bateu as mãos uma na outra e depois batendo na beira das coxas, como se estivesse se limpando me disse: “Eu o encontrei nessa cidade!

Claro que fiquei desconfiado, afinal cidades de interior sempre inventam histórias para ter turismo, mas mesmo sabendo disso dei corda para aquele senhor dando dois curtos passos para frente: “Ah é? Como?

O velhinho tirando o óculos do nariz me fez uma pergunta:
[JIOONNNN ZUUMMM, FOOOUUUNNNN!]
Passou um ônibus bem na hora! Acredita? Fiquei sem jeito de perguntar o que ele disse, então respondi daquele jeito: “Nhaaa... Sácomu é né?

O velhinho riu comentando consigo mesmo olhando para baixo virando em minha direção: “Hehe, esses jovens..

E eu ali me perguntava: "...o que será que ele disse?"

Depois de virar, olhou para mim forçando a vista e sentou naquele banquinho engenhoso junto com aquele gemido “Eii aiii..” e em seguida continuou falando:
A Montanha Sagrada fica perto daqui, a entrada é do lado do Hadesh no bairro maish antigo da cidade, não sei o porquê, mash moram muitosh policiaish por lá. Hehe

Contava-me mostrando uma pintura da montanha. Admirei a altura da montanha e o elogiei pelo porte físico para a idade dele. Convenhamos, claro que não falei assim tão formal né? (risos) Elogiei meio que assim: “Até que o senhor não tá tão velho assim, pra agüentar uma subida dessas..” Ele tomou como um elogio e agradecendo (eu acho) com um sorriso, continuou a história:
Percebi um cheiro forte e goshtoso no meio de minha subida pela Montanha Sagrada. Procurei de onde vinha, achando que teria alguma moça perdida por lá, mash encontrei umash...

[FON FON!]

Aparece um carro branco com o rádio tocando bem grave tremendo a lataria. Estava cheio de gente lá dentro. Logo abaixaram o som e gritaram em direção a lojinha:
Amigooou! Onde fica Solar dos Lagos?

O velhinho se levantou bem devagar e foi até a porta dar informações.
Também não gosto de interrupções quando alguém está contando uma história. Fiquei impaciente e preocupado com o horário. Enquanto o velhinho dava informações, eu olhei as horas no meu celular pra ver se ainda tinha um tempinho para ficar ali.

Aquele senhorzinho voltou olhando para o chão com um sorriso e levantando a sombrancelhas em algumas palavras dizia: “Há muitash casash e belash mansõesh por lá... err.. onde eu eshtava?

Eu disse: "Você estava subindo a montanha e encontrou uma moça perdida lá.."

O Velhinho: "Aaaa... na verdade não era uma moça. O que encontrei foi parte de algo totalmente novo, como se exishtisse um mundo deshconhecido no nosso mundo. Tudo começou quando encontrei essash criaturinhash cheirosash..."


Episódios
1º Temporada - Contos da Aldeia Vila Verde: 

Ep. 2: O velho da aldeia << Você está aqui

O Cachorro

sexta-feira, 18 de março de 2011

Era um cachorro. Desses pequenos de apartamento.

Ele amava o seu dono.

O dono saia cedo pra trabalhar e voltava só no fim do dia.

O cachorro passava o dia a esperar o momento do reencontro.

Muitas vezes, na janela, deitava a cabecinha no parapeito e esperava.

Esperava.

Esperava porque nada que ele fizesse podia levá-lo a encontrar seu dono naquele momento.

E olha que ele tentara. Muito.

No começo ele pensou que seria fácil. Era só fazer o que o dono fazia, abrir a porta.

Ele se empenhou nisso. Mas era só um cachorro. E por mais que arranhasse e pulasse, a porta não se abria.

Tudo o que ganhava com isso era umas broncas por destruir a porta.

Depois tentou chorar. Sempre que seu dono saia ele chorava. Uivava bem alto.

Isso cortava o coração do dono.

Mas o dono não podia voltar. Não naquela hora.

E depois de esgotar todas as possibilidades, o cachorro se tocou:

"Por mais que eu tente, não há nada que eu possa fazer pra me encontrar com meu Dono. É sempre Ele que vem ao meu encontro".

Na minha vida eu percebi isso também. Por mais que tente fazer coisas que me coloquem mais perto do meu Dono, não funciona. É sempre Ele que vem ao meu encontro.

*"Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie"** (Efésios 2:8-9)

Presente

segunda-feira, 14 de março de 2011


Eu adoro receber presentes, gosto mesmo!
Alguns devem estar pensando, mas quem é que não gosta, né?
Mas por que nós gostamos de receber presentes?
Eu tava pensando que presente não tem preço, e isso é o maior legals! rs
Quem não gosta de se sentir especial, ser lembrado, se sentir importante pra alguém?
Claro que isso é também sentido quando se ganha um presente, né?!
E você, já ganhou presentes?
Já foi lembrado?
Já se sentiu importante?
Qual o maior presente que alguém lhe deu?
Qual a melhor coisa que já fizeram pra você?
Pra mim, tem uma coisa que as vezes pode ser melhor que um presente, que é quando alguém importante se esforça por você. Sabe? Pra ter seu sorriso.
Manja quando a pessoa simplesmente se importa?
Eu tava estudando esses dias... e percebi que quando alguém se sacrifica por você é ótimo.
Manja quando alguém não pode estar na sua colação, ou aparecer no aniversário... Mas aí ela aparece e surpreende?
Esses sacrifícios são lindos! Eu tava lendo sobre sacrifício e estudando... Percebi que pra toda religião existem sacrifícios, todas mesmo.
No xamanismo, por exemplo, que normalmente é indígena, tem quase todo o tipo de sacrifício: humano, animal, trabalho e tudo mais. Uma variedade grande mesmo.
Podemos olhar lendas e mais lendas,  mas eu sou cristão, e o diferencial do crsitianismo para mim é justamente esse. A maioria das vezes as religiões pregam sacrifícios para agradar seus deuses, seja para uma colheita, seja para parar de chover. Pra conseguir aquilo ruim ou bom é feita uma troca para agradar o deus e ele fazer algo.
Logo, eu percebo que todos nós precisamos agradar os deuses, então, não devemos ser bonzinhos, ou pelo menos tão boa gente assim... será?!
Pois bem, no cristianismo, nós não podemos fazer nada, nem agradar ninguém. Não dá pra agradar a Deus sozinho, ou pelo menos não dava. É que o sacrifício de Jesus é o melhor presente que nós podemos ganhar.
Porque Deus queria falar e estar em contato conosco. Mas a nossa maldade, egoísmo e tals não permitia, porque Ele é bom.
Então, Ele se sacrificou para estar conosco... pra quê? Pra simplesmente estar conosco, pelo nosso sorriso...
Se vc curte presente como eu curto, bem, não tem como não querer esse presente, que é o sacrifício mais bonito e importante que se poderia receber! Sei lá...
Esqueça as outras coisas, deixe as outras coisas menores de lado.O que é menor? (...)

O que pode ser maior que um Deus que se sacrifica pra falar com você?
#ficadica

Design Inteligente

sábado, 12 de março de 2011

Assim como os artistas, Deus também tem um tipo de traço.



Rapidinhas | 0025

quinta-feira, 10 de março de 2011


Na sexta-feira, antes do Carnaval, bombou nos trending topics a seguinte hashtag: #coisasderetiro.
Os crentes tão ficando bom nisso hein!?
E tinha algumas frases engraçadas como “Descobrir que a maioria das meninas tem cabelo enrolado”, ou “comer frango durante 4 dias”. =p
Mas o #coisasderetiro me fez pensar um pouco. Até quando vou ficar fugindo? Até quando vou me retirar justamente no momento em que mais precisam de mim e do amor que eu descobri em Jesus?
Neste Carnaval eu fui desafiado a amar a cidade, e amar a cidade é enfrentá-la, envolver-se.
(inspirado na pregada do @MarcosBotelho)