Jeito mineiro de ser

domingo, 9 de outubro de 2011

O mineiro gosta de abraçar, mas é mais em momentos especiais como: aniversários, velórios, despedidas de viagens, momentos de consolo e de alegria.

Vc que não é mineiro, não se preocupe qndo um vier e não te abraçar em chegadas ou despedidas, em dias comuns. Na nossa cabeça está tudo implícito.. haha

As vezes estamos conversando numa rodinha e simplesmente gritamos um "falou aí galera" e sumimos. As vezes quando chegamos simplesmente assobiamos junto de um "E aí". Claro que abraçamos e damos um aperto de mão, mas não é algo que fazemos questão de fazer a todo momento.
Juquinha Serra do Cipó - Morro do Pilar - MG

Na visão do mineiro, o paulista conversa, pergunta e fala com vc como se fosse seu melhor amigo, sai pra comer junto e vários outros roles.

O mineiro quando vê tal tratamento para com ele, vai achar que pode chegar de surpresa na casa do paulista e que pode dormir lá, ou seja: "o cara é meu brodi."

Para um mineiro vc está sendo o melhor amigo dele, pq o mineiro conversa desse jeito quando há um nível maior de amizade.

Mas o paulista pode achar que vc tá sendo 'entrão'.. "Ou! Não sou teu amiguinho!"

Para o mineiro, a amizade está implicita, ou seja, não precisamos ficar afirmando ela através de uns roles, dormidas nas casas, almoço ou janta juntos. Se rolar rolou, se não rolar é nóis.

Somos um povo que gosta do momento que flui, por exemplo:
Algum momento na rua vc encontra siclano com o fulano e resolvem fazer algo bem legal.

Bom, isso não quer dizer que preciso chamar meus amigos, vou aproveitar aquele momento com aquelas pessoas. Nós mineiros entendemos que se não somos convidados para certas programações, quer dizer que foi momento daquele grupo de pessoas e respeitamos isso.

Não quer dizer que amamos menos ou que não nos importamos, apenas carpe diem.

Talvez um paulista tenha dificuldade de saber quando o mineiro é seu amigo de fato. Acho que o melhor jeito de um paulista saber é quando o mineiro começa a se tornar um paulista (na forma de lhe dar com vc... Hehe ).

Mas para isso, vc precisa reparar como um paulista age. Se vc sabe, então vc entende nóis! =)

Mineiros parecem mais na deles para os paulistas, pq ele não sabe se o paulista está sendo superficial ou se ele quer mesmo ser amigo dele. Então preferimos ficar um pouco desconfiados mesmo, mais quietos e na nossa. (só no início, tá gente? rs)

Temos exemplos de mineiros que chegaram na ABU quietinhos e que depois de um tempo tornaram-se mais paulistas no jeito de ser no jeito mineiro de ver.

Então, espero que vc possa entender nesse texto simples sem referências de estatísticas pelo IBGE, ou pela associação de sociólogos pesquisadores de comportamento cultural um pouco sobre o jeito mineiro de ser.

É uma analise de vivência e não de estatística, acho que ajuda entender muitas coisas da visão de um mineiro sulista.

=)

Deixa eu só abrir um parenteses..rs

É algo que venho reparando nessa minha jornada de 5 anos em sampa.
Várias pessoas da terra da garoa estavam questionando comportamentos, atitudes e costumes que pra mim eram normais. Ainda estou aprendendo a conviver com culturas não mineiras. Se quiser complementar, discordar, ou por um rostinho fica a vonts.. <o/

Não revisei o texto, simplesmente fui escrevendo. Posso ter moscado alguma hora aí...

Talvez eu altere alguma coisa dps... ou posso deixar esse clima simples do jeito mineiro de ser memo!
=P

Qualquer coisa me avisem!

Fim! Tá morta a galinha!