A mensagem subliminar de Som do Porão

terça-feira, 13 de dezembro de 2011


Meu TCC foi uma revista eletrônica tutorial de teoria musical. Usei metáforas para ajudar um leigo em música  a se interessar mais pelo assunto e se divertir brincando nesse game educativo. Espero colocá-lo em breve na internet. Aqui vai um trechinho da minha monografia. :]

Este projeto usa certas metáforas, como por exemplo:
O porão representa o mundo com várias coisas velhas guardadas, ou coisas antigas que precisam ser exploradas para usá-la de forma original e extrair o melhor de seu desempenho entendendo o seu propósito. A música é algo que sempre esteve conosco, desde os mais primórdios dos tempos. É preciso analisar o lado de dentro do porão para organizar os conceitos e as pré-noções de música adormecidas na mente de um leigo.

Mas para isso é preciso enfrentar o porão, onde está cheio de objetos confusos, mal interpretados e objetos quebrados. Algo se perdeu por lá e é preciso que seja encontrado ou redescoberto e organizado para aproveitar e usá-lo para o seu real objetivo.
Quanto mais o porão se explora, mais vontade de organizá-lo aparece. Há um senso que nos avisa que qualquer coisa quando organizada fica bom. É como o senso da moral, ou seja, a noção do que é certo ou errado, organizado ou desorganizado gravado na consciência da humanidade, um senso que é vindo de algo desconhecido.
Por algum mistério o cérebro tende a organizar coisas, como formas, cores, sons e outras coisas. Este fenômeno pode ser exemplificado com a lei da Gestalt do Fechamento, de forma bem simplista prova a tendência do cérebro organizar as coisas.

O Fator de fechamento é importante para a formação de unidades. As forças de organização da forma dirigem-se espontaneamente para uma ordem espacial que tende para a formação de unidades em todos fechados.

Em outras palavras, obtém-se a sensação de fechamento visual da forma pela continuidade numa ordem estrutural definida, ou seja, por meio de agrupamento de elementos de maneira a constituri uma figura total mais fechada ou mais completa.


Importante não confundir a sensação de fechamento sensorial, de que trata a lei da Gestalt com o fechamento físico, contorno dos elementos dos objetos, presente em praticamente todas as formas dos produtos.
(Gomes, pg. 32 – 2004)

Alguns objetos ajudam a deduzir de quem seja o porão e o que esses objetos que já estavam lá revelam dessa pessoa. Tudo isso cria especulações de quem é o porão e o que o usuário deve esperar encontrar, pois esse é o propósito e objetivo do usuário.




Exemplo de fechamento


GOMES FILHO, João. Gestalt do objeto: sistema de leitura visual da forma. São Paulo: Escrituras Editora, 2004.